Category: Marketing de Conteúdo

Marketing Digital: Como resolver os principais problemas na rotina de quem precisa atualizar o site da empresa

Um dos principais diferenciais de sites em WordPress é a facilidade para realizar atualizações de conteúdo, tanto imagens quanto texto ou vídeos. Nestes mais de 10 anos de desenvolvimento e publicação de sites, acompanhados de gestão de conteúdo, pude identificar uma série de problemas frequentes que clientes e suas equipes encontraram quando começaram a realizar atualizações em seus sites.

Decidi reunir neste post alguns dos principais, ou pelo menos mais comuns, tornando este conteúdo em uma espécie de FAQ ou Guia para Iniciantes.

Principais problemas de quem atualiza sites em WordPress:

1. CONTAMINAR O SITE COM MALWERE

Se o seu computador estiver contaminado com algum tipo de vírus, você almenta o risco de contaminar o seu site quando for atualizá-lo. Isso acontece porque Continue lendo 'Marketing Digital: Como resolver os principais problemas na rotina de quem precisa atualizar o site da empresa'»

Marketing Digital e o que fazer para vender melhor

Marketing Digital tem como um dos seus pilares principais a produção, publicação e indexação de conteúdo nos mecanismos de busca. Ao longo destes mais de 5 anos eu escrevi diversos posts sobre o que fazer para vender melhor usando entre outras ferramentas, blogs e marketing de conteúdo. Eu listei alguns posts que considero relevantes para estes temas abaixo: Continue lendo 'Marketing Digital e o que fazer para vender melhor'»

Marketing Digital proporcionando aulas de empreendedorismo muito além da sala de aula

O marketing digital tem me proporcionado desafios interessantes como:

  • Realizar palestras e seminários de marketing digital em Campinas e São Paulo,

  • Treinar equipes de venda para usar as ferramentas digitais para vender melhor,

  • Ser indicado como referência por Empresas centenárias para dar entrevistas na TV

  • Ser convidado para dar aulas de pós-graduação

  • Fazer empresas gastarem menos com propaganda tradicional e produzirem leads como nunca produziram antes

  • Ajudar agências de propaganda a reinventarem a forma que a propaganda gera resultado para os anunciantes

Mas, um destes desafios tem sido particularmente o mais interessante e motivador dos últimos 5 anos. Atualmente eu sou o que podemos chamar de Professor de Empreendedorismo para alunos do Ensino Fundamental 2, ou simplesmente agitador de potencial empreendedor.

Funciona assim: você encontra estudantes de 10, 11 e 12 anos 1 vez por semana e faz eles terem certeza e convicção plena de que mudarão o mundo desde já.

Bom para fazer isso acontecer há uma metodologia, chamada OPEE ( Orientação Profissional, Empregabilidade e Empreendedorismo ), cujo o autor é o renomado Leo Fraiman que cultiva uma vasta carreira dedicada ao desenvolvimento do projeto de vida dos estudantes, e que é a linha que ajuda a tecer as aulas e atividades multidisciplinares desta matéria divirtidíssima e empolgante.

Como o público-alvo já nasceu na era digital, usar a internet para complementar as aulas não é um problema, como algumas vezes é com gerações com mais idade e paradigmas mais sólidos. Até me surpreendi ao constatar o fato de que para eles, pré-adolescentes, email é “coisa de velho”.

blog-empreendedorismo marketing digital

Criei um blog para o Colégio Álamo, o Conexões Nervosas – Ideias muito além da caixa craniana, onde eu estou me divertindo muito ao publicar conteúdo complementar às aulas.

Abaixo, listo os primeiros posts, que como mencionei, já estão sendo usados nas aulas de empreendedorismo.

Criar o que não existe com aquilo que você não tem

Uma das melhores definições sobre empreendedorismo que eu tive a oportunidade de ouvir: ” Empreendedorismo é criar o que não existe com aquilo que você não tem.” Simples. Direto. Sintetizador. Prático. Aliás, ouvi várias vezes de diferentes pessoas.

Veja o post completo

Acorde cedo, trabalhe duro e faça acontecer

No empreendedorismo muito se fala em sonhos, sonhar grande, que devemos sempre sonhar. Sonhar é fundamental. É o primeiro passo. Mas …

Veja o post completo

Como anda a sua autoestima?

No Colégio Particular Álamo, um dos objetivos da matéria empreendedorismo é criar provocações na mente e na alma de nossos alunos sobre quem são, sobre como se percebem, sobre suas habilidades. Queremos lançar questões profundas para que comecem a pensar em seu projeto de vida. Veja o post completo

Conversamos sobre atitude empreendedora com o CEO da Digitale

Uma trajetória super inspiradora para quem deseja iniciar o próprio negócio. É assim que podemos resumir os últimos 11 anos da História de Samuel Leite, o atual CEO da Digitale, que faz parte da maior multinacional brasileira de comunicação. Veja o Post completo

Como aumentar a qualidade da sua lista de e-mails e reduzir custos de comunicação para vender mais e melhor

ORÇAMENTO DE LIMPEZA DE MAILLING E MANUTENÇÃO DE LISTA DE EMAIL MARKETING E NEWSLETTER

DOWNLOAD ORÇAMENTO COMPLETO NO FINAL DO POST

Em 1995 era possível pensar em ter um negócio competitivo sem ter um site. Atualmente, em 2013, praticamente não dá para ser competitivo sem estar presente na internet. Toda esta mudança aconteceu em 18 anos e se você não adaptou o seu negócio, hoje pode estar sendo mais difícil continuar sendo competitivo com um negócio que fatura e é lucrativo.

Durante estes 18 anos, o e-mail marketing tornou-se “velho”. As novas gerações preferem os canais de comunicação imediata como mensagens tipo SMS, Skype, Chats ou aplicativos mobile como o What’s Up.

Porém o email marketing, além de “velho”, fortaleceu-se como um clássico e hoje, nos Estados Unidos, ocupa o terceiro lugar entre as principais fontes de tráfego que compram ou solicitam orçamentos na internet, segundo dados apresentados durante o maior evento de E-commerce do planeta em outubro de 2013, o Shop.org 2013, que acontece anualmente nos Estados Unidos.

Você deve estar lembrando agora da enxurrada de Mensagens Spam que atolam sua caixa de entrada e questionando a veracidade destes números que citei acima. Pois, é …

Cada vez mais temos mensagens tipo spam e cada vez mais temos filtros inteligentes e práticas anti-spam aprimoradas, capazes de garantir altas taxas de entregabilidade para listas de e-mails que foram construídas de forma orgânica, natural, onde os clientes pedem para receber as mensagens.

Se você simplesmente compra uma lista de milhares ou até mesmo milhões de e-mails que não é tratada e utilizada com frequência e relevância, você vai estar longe de ter os e-mails como terceira fonte de tráfego no seu site.

Se você produz conteúdo com frequência e envia mensagens relevantes com frequência para a sua base de clientes cadastrados, entendendo o perfil de cada grupo, suas chances de sucesso são excelentes.

 

Porque o email marketing está forte como nunca?

Eu entendo que pelo fato da explosão de smartphones deixar as pessoas conectadas praticamente 100% do tempo, o e-mail foi beneficiado.

Junto disso, a grande variedade de plataformas de gestão e envio de e-mail marketing e newsletters com preços mais acessíveis e a evolução dos filtros anti-spam estão cada vez mais tornando o e-mail marketing um dos canais de comunicação e aquisição de clientes com o melhor custo benefício, perdendo apenas para o melhor de todos, que sempre será o melhor que é a indicação, o boca-a-boca promovido por clientes satisfeitos.

Com o domínio dos motores de busca como o Google, as campanhas de links patrocinados tornaram-se um canal cada vez mais acessível e com custos baixos. Porém, os links patrocinados estão inflacionados, o que torna o custo de aquisição de novos clientes muito caro.

Além disso, se a empresa que faz links patrocinados para ter tráfego no seu site e não cadastra o cliente para depois conversar diretamente com ele por e-mail, estará pagando repetidamente o custo do link patrocinado para ter o acesso do cliente novamente.

Este custo poderá ser reduzido se o site conquistar tráfego orgânico ( aparece nas primeiras posições de forma natural, sem pagar para o Google ) por causa do SEO e do Marketing de Conteúdo, mas se não tiver o cadastro do e-mail do cliente para depois enviar mensagens pertinentes e relevantes, este custo ao longo do tempo também poderá tornar-se impraticável.

 

Como deve ser realizado o cadastro de e-mails de clientes ou leads (quem ainda não comprou) ?

O ideal é ter um formulário simples de cadastro do usuário no seu site e se você tem um ponto físico ou outras formas de interação com o público-alvo, ter uma forma de cadastrar os e-mails destas pessoas.

Se possível, tenha opções de interesse para conseguir segmentar sua lista. Opções de localização como cidade, estado ou cep também são relevantes.

Os cadastros geralmente acontecem por fatores de seleção de interesse como:

  • Cadastre-se para saber o preço / receber orçamento
  • Cadastres-se para receber dicas sobre determinado assunto
  • Cadastre-se para ter acesso a  um conteúdo ( donwload, acesso restrito, etc )
  • Cadastre-se para ter desconto, benefício, participar de promoção ou concurso

Porém, o crescimento da lista desta forma demora. É a lei da colheita.

Uma lista de boa qualidade deve ter uma taxa de abertura entre 15% e 25%. Você deve ser tarado por buscar uma taxa de abertura de 30%. Há diversos fatores que influenciam esta taxa de abertura e poderemos tratar especificamente de cada um deles depois.

Além disso, dá um trabalho duro produzir conteúdo realmente relevante e ações realmente impactantes para fazer o sujeito dar o e-mail dele para você.

Por isso, muita gente compra listas ou compra disparos.

 

Devo comprar listas ou comprar disparos de e-mail marketing?

COMPRA DE ENVIO

Eu recomendo que você compre o disparo, porém sempre de empresas que tratam suas listas de forma constante e dentro das políticas anti-spam. A lista deve ser limpa constantemente e deve receber mensagens de interesse do segmento específico que a lista representa.

A mensagem que você vai enviar deverá ser altamente relevante para o perfil da lista que você está comprando o envio.

E principalmente, você deverá ter uma página focada em receber o tráfego da mensagem que foi enviada para esta lista e convertê-lo em cadastro.

Estes serão os melhores e-mails que você poder ter deste envio comprado. Eles tem potencial de abertura e de conversão em cliente.

COMPRA DE LISTA

Eu realmente NÃO RECOMENDO que você compre listas de milhares de e-mails que custam baratinho. Estes e-mails são capturados por robôs de forma extremamente genérica e a qualidade destas listas é muitíssimo baixa.

Elas tendem a ter uma quantidade de erros no primeiro disparo extremamente alta e as ferramentas de envio de email marketing irão bloquear a sua conta por causa disso.

Além disso, o domínio do remente da mensagem ficará classificado como SPAM e a entregabilidade das suas mensagens será afetada por um bom tempo.

Mas, se você está decidido a comprar, que compre uma lista ativa e tratada com frequência. O melhor sinal de que isso acontece é o valor da lista ser caro, ou você ter que negociar bastante para convencer o dono da lista a vende-la e não vender somente o disparo.

 

TRATAMENTO DE LISTA DE E-MAILS

LIMPEZA INICIAL

Sua lista passará por um processo inicial de limpeza para realizar a retirada dos e-mails inválidos e que apresentam erro durante o processo de envio.

Este processo é mais demorado pois a lista deverá ser organizada, se possível, em diverentes seguimentos e após o envio ser realizado há uma altíssima probabilidade da lista ser bloqueada devido a alta taxa de erro. Dependendo do volume de e-mails esta etapa poderá levar até 15 dias.

REATIVAÇÃO DE CADASTROS

Os e-mails limpos entrarão agora em outra ferramenta, específica para o envio de e-mail marketing e newsletter.

Será elaborada uma mensagem com foco no perfil do segmento que sua empresa trabalha, com foco na atualização do cadastro.

Na sequência será enviada uma outra mensagem, dentro de 5 dias, com conteúdo altamente relevante para o usuário e com foco na taxa de abertura da mensagem.

LIMPEZA FINAL

Somente os usuários que abriram as mensagens durante todo o processo de limpeza permanecerão na lista, o que deverá impulsionar sua taxa de abertura de mensagens.

 

AGORA NÃO TEM MAIS VOLTA

Se você não der sequência no envio de novas mensagens com conteúdo relevante, que realmente interessa, sua lista de e-mails irá deteriorar novamente.

A cada 90 dias, cerca de 30% da lista já tem alta probabilidade de estar comprometida.

É preciso manter-se presente constantemente, dentro da prioridade e frequência determinada pelo usuário.

IMPORTANTE

A – Para que isso funcione, você precisa ter uma produção no mínimo quinzenal de conteúdo em um blog dentro do seu site.

B – Você precisa ter um formulário de cadastro simples no seu site

C – Não faça somente mensagens do tipo “folheto de propaganda”. Precisa ter conteúdo relevante, precisa ter texto que ajude o usuário a resolver problemas, e para resolver alguns destes problemas ele precisará comprar ou consumir algo que você vende.

D – A ferramenta de envio deverá estar integrada com o site para realizar o envio destes conteúdos de forma automática. Atualizou o site, a mensagem é enviada na data que você programou.

 

 Quer saber mais?

Mande para rogerio@kobal.com.br o seu objetivo, o resultado que você deseja obter e acredita que uma lista de boa qualidade irá ajudar a conquistar

Marketing Digital e o básico que você precisa ter no seu site para ele vender melhor

Marketing Digital é uma palavra que cada vez mais está em evidência. Há muito modismo nisso tudo e a verdade é que o bom e velho marketing, ou pelo menos os seu princípios básicos, continuam sólidos. O que mudou, e de forma avassaladora, foi o jeito de aplicá-los além da velocidade de divulgação e mensuração que a tecnologia e a internet juntas conseguiram imprimir neste cenário.

Mudou tão rápido e em tão pouco tempo que podemos afirmar que hoje há uma parcela da população que são analfabetos digitais 2.0. Estes que antes eram aquelas que não sabiam mexer no word, excell e power point e hoje são  não conseguem usar a internet para tomar decisões de compra, venda ou lugares para frequentar por exemplo.

Muito bem, a apresentação abaixo faz parte da Palestra 10 características de sites que vendem mais. Eu também escrevi um post sobre este assunto.

Quem tiver alguma dúvida ou quiser fazer alguma pergunta sobre a palestra, pode usar os comentários.

Marketing Digital – Meu site tem muitas visitas, mas os usuários não compram meus produtos e serviços

Marketing Digital, Marketing de Conteúdo, Email Marketing, Marketing Direto, Marketing disso, Marketing daquilo…

marketing digital desenvolvimento de sites email marketing e marketing de conteudo

Há uma afirmação cada vez mais sólida no momento atual de marketing: não há mais a separação em marketing digital e marketing off line, ou mídia digital e mídia tradicional. Simplesmente tudo é marketing.  O multicanal abriu espaço para o canal unificado. Internet, mídia tradicional, ponto de venda, tudo está interligado.

Agora, o que liga tudo isso é a internet, e no caso de uma pequena empresa é o site dela. É com ele que a empresa irá mensurar de fato o resultado das ações de marketing digital e tradicional de forma sistemática, automática, produtiva. É você pode fazer isso de formas simples ou de formas complexas,  extremamente na medida da sua necessidade.

Por isso, cada vez mais, cada centavo que você investe em marketing e propaganda pode ser medido em sua eficácia, ou seja, você consegue mensurar quantas visitas se tornam cadastros e quantos cadastros se tornam orçamentos e quantos orçamentos se tornam clientes com um determinado ticket médio de compra.

Você determina exatamente qual foi o custo de cada contrato fechado. Exatamente.

Se você ainda não faz isso ou se simplesmente por comodidade soma todo o investimento feito em marketing ( pesquisa, desenvolvimento de proposta e produto, propaganda, ações para produção de leads, etc… ) e divide pelo número de contratos fechados, ou compras realizadas, pode estar desperdiçando muito dinheiro pois, neste bolo de investimento, em média 30%, não serve para nada, não produziu nenhum lead, nenhum pedido de orçamento, foi apenas custo.

Você fez investimentos em internet, site otimizado para mecanismos de busca, faz links patrocinados, anúncio e fan page no facebook, tudo que está na moda, mas não fecha a venda. Tem visitas, e não tem pedidos de orçamento por telefone ou por e-mail.  Afinal, o que é que está acontecendo?

Veja abaixo 4 características de um marketing meia boca que pode estar afetando o desempenho do seu negócio:

 

1. O site não segue regras básicas de SEO

Não adianta ter o site perfeito em termos de arquitetura da informação , visual e funcionalidades se ele não aparece nas primeiras páginas dos mecanismos de busca como o Google, para termos-chave relacionados com o segmento de atuação do seu negócio.

Se o seu site não obedecer estas regras, você terá que pagar links patrocinados para aparecer em boas posições que geram visitas ao seu site. Isso custa caro. Geralmente para fazer uma campanha de links patrocinados com foco em 1 grande cidade você irá gastar cerca de R$ 30 a R$ 50 por dia para termos-chave com uma boa concorrência. Há alguns termos que podem chegar até R$5,00 o clique enquanto outros ficam entre R$0,50 e R$0,70.

Resumindo, se não otimizar bem o site, somente terá tráfego se investir bastante em links patrocinados e em propaganda impressa.

 

2. O site tem as regras básicas de SEO, mas não tem visitas

Um site que seguiu as diretrizes básicas de SEO estará pronto para conquistar boas posições nos resultados se foi realizado um estudo detalhado de como os usuários buscam na internet o que sua empresa vende.

Não basta estar bem otimizado para a sua marca. É preciso estar bem otimizado para o jeito que os usuários pesquisam na internet. Do contrário, você não irá captar as visitas desta demanda existente e que realiza buscas muito específicas ( long tail) . Para isso é fundamental que o processo de análise do universo de palavras-chave seja feito com ferramentas adequadas, como por exemplo a ferramenta de palavras-chave do Google, aliadas a outros sitemas de desenvolvimento e monitoramento de campanhas de SEO.

Também é comum o cliente achar que já sabe qual é a palavra-chave principal do seu negócio e qual irá gerar visitas no site. Na grande maioria das vezes as palavras-chave intuitivas, que são aquelas que pensamos em primeiro lugar quando avaliamos como se busca na internet o que o a empresa vende, representam uma fração de toda a demanda de busca do seguimento que envolve a palavra-chave, que não necessariamente produzirá tráfego para o site.

É preciso trabalhar variações de sinônimos além de variações mais específicas em todo o conteúdo do site. Além disso é necessário produzir conteúdo único e de alta qualidade para o processo de decisão de compra do cliente.

Por exemplo, é uma regra básica uma página ter o mínio de 300 palavras em seu corpo e a densidade da palavra-chave, ser da ordem de 6%, ou seja, entre estas 300 palavras se deve ter 18 palavras-chave. Para que o texto faça sentido é preciso ter uma escrita racional, com começo, meio e fim e com a distribuição adequada das palavras-chave alvo em parágrafos, posições e formatações específicas no texto.

Também, não deixando de ser muito comum a configuração do arquivo robots.txt estar bloqueando o acesso dos mecanismos de busca ao mapeamento e indexação do site. Esta configuração equivocada pode se dar por desconhecimento ou até mesmo desleixo da empresa contratada para desenvolver o site.

 

3. O site tem SEO e visitas, mas não recebo ligações nem e-mails pedindo orçamento

Começamos aqui a entrar um pouco mais na parte de marketing que diz respeito às responsabilidades do cliente na maioria dos casos.

Para um site converter visitas em resultados, seja o preenchimento de um cadastro, seja a solicitação de um orçamento por e-mail ou uma simples ligação em busca de informações, é preciso organizar a informação do site de modo que o volume de visitas que chega ao site seja orientado por um call to action objetivo, simples e claro.

O call to action  nada mais é do que uma chamada clara orientada para o usuário com a ação que desejamos que ele faça. Clique aqui, peça um orçamento, cadastre-se, preencha o formulário e veja o preço, são alguns exemplos de ações que deverão ser aplicados dentro de um contexto específico com uma formatação visual específica em uma posição específica no seu site.

Esta organização de conteúdo orientada para a ação pode se denominada de Arquitetura da Informação.

Há muita gente picareta no mercado que apenas organiza o conteúdo no site como se fosse um folder impresso.

Este jeito de fazer marketing é da época dos dinossauros. O que manda hoje em dia é o conteúdo focado na solução dos problemas do seu cliente.

Você deve contar quais são os problemas que você deseja resolver e detalhar o perfil de quem tem estes problemas. Você deverá deixar claro o que o usuário precisa ter ou ser capaz de fazer para conseguir usufruir ao máximo o que você tem para oferecer. Você deverá deixar claro as faixas de preço que você trabalha ( se não quiser colocar isso no site, diga suas faixas de preço na primeira ligação ) para economizar o seu tempo e o tempo do seu cliente.

Podemos resumir 10 características de sites que vendem melhor e são grandes máquinas de produção de demanda qualificada, interessada em comprar o que você faz e vocês podem encontrar mais sobre este tema em um artigo específico sobre isso no meu blog de marketing digital.

 

4. Meu site tem SEO, visitas, contatos de orçamentos mas não gera vendas.

Se todas as etapas anteriores foram bem feitas, é muito provável que a empresa não tenha um bom diferencial. Por conta disso acaba entrando em guerra de cotações de preço, pois o cliente não percebe por que valerá apena pagar mais pelo serviço ou produto oferecido.

Não tem marketing digital nem site otimizado que resolva o problema!

É preciso trabalhar o produto, entender as reais necessidades do cliente final, a faixa de preço que o público-alvo aceita pagar pelos benefícios oferecidos e claro, entender qual é o diferencial competitivo da empresa, produtos e serviços.

É preciso ter muito claro o que somente sua empresa consegue oferecer e qual é o valor que merece ser pago por isso.

Se está difícil de você entender qual é este diferencial na sua empresa, o seu negócio terá como único diferencial a guerra de preço e quando se trata de guerra de preços sempre tem um cara afim de quebrar a empresa antes de você.

Por isso, se você tem demanda e não fecha vendas, seu portifólio está com produtos e serviços que não estão adequados às necessidades do público-alvo que você considera adequado, ou pelo menos gostaria de atender.

Marketing é o que se faz para vender melhor

Se você não está vendendo melhor, você não está fazendo marketing. Ponto.

Quais são os problemas que você quer resolver e quem tem estes problemas?

Dos que tem estes problemas, quantos estão dispostos a pagar o valor pela forma que você resolve estes problemas?

Qual é o valor que você irá cobrar por resolver estes problemas?

Porque quem decidiu comprar o que você faz escolheu você e não o seu concorrente?

Se você não tem estas respostas de forma clara e objetiva em sua mente, você não tem marketing na sua empresa.

Aposto que seu concorrente tem.
Por isso, você está esperando o que para obter estas respotas?
O seu cliente te contar?
É melhor você esperar sentado…

Marketing Digital ajuda a reduzir o tempo de venda de produtos e serviços B2B

Marketing Digital

Cada vez mais temos nas empresas profissionais especializados em “brifar”. Este profissional tem um perfil generalista e não possui conhecimentos profundos sobre o que precisa contratatar dentro do seu setor, equipe ou time.

Por isso são contratadas diversas empresas que atuam no segmento B2B para atender e principalmente explicar como deverão ser realizados os investimentos necessários para atingir objetivos propostos pelos generalistas que estão dentro dos clientes.

Além disso, há a concorrência de verba entre departamentos de uma mesma empresa, onde marketing precisa investir em comunicação enquanto TI precisa informatizar o processo de produção e o RH ou Gestão de Pessoas como gostam de ser chamados precisam investir em treinamento e capacitação num contexto onde não se encontra mão-de-obra qualificada para conseguir crescer.

Outro fator chave é que as decisões são colegiadas e não mais isoladas, onde todos estes departamentos em mais alguns irão levantar dúvidas e questões sobre a prioridade e necessidade de cada investimento.

dicas para seu site virar uma maquina de vendas

Site da Eletro Máquinas desenvolvido por Kobal Marketing digital.
Empresa forte no segmento B2B para geradores de energia

 

Onde entra o site da empresa nesse contexto nada animador?

Além das 10 principais características que um site deve ter, explicadas rapidamente no artigo “10 características dos sites que vendem mais e melhor”, um ponto fundamental é o site da sua empresa ter vários artigos baseados em todas as dúvidas presentes no processo de decisão de quem contrata serviços B2B.

Estes artigos deverão estar publicados em um blog, dentro do site da empresa. Este blog deverá seguir as principais diretrizes de SEO – das mais básicas, como ter urls amigáveis, até as mais atuais que vinculam o conteúdo publicado a um perfil do Google Plus, para evitar problemas de conteúdo duplicado na internet e direitos autorais.

Separe as principais dúvidas dos clientes em grupos de problemas e comece a produzir conteúdo. Se você não tem pessoas na sua equipe de marketing capazes de realizar isso, você poderá contratar profissionais especializados, que baseados em algumas conversas com sua equipe de vendas, funcionários e até clientes, irão produzir conteúdo de qualidade para publicar no seu blog.

 

Entre os principais problemas e dúvidas comuns em todo processo de decisão de compra você irá encontrar:

- Qual é a tecnologia mais atual para oferecer o resultado que precisamos?

- Quais são as tendências na evolução desta tecnologia?

- Como este investimento irá aproveitar os investimentos já realizados anteriormente para que eu não tenha que “jogar tudo fora”

 – Que tipo de treinamento minha equipe precisa receber para utilizar plenamente os recursos deste novo investimento

- Como este investimento irá impactar positivamente todas as áreas da organização.

- Quais problemas de cada área este investimento ajudará a resolver

- Quais são os principais problemas no processo de implantação, instalação ou lançamento

- Quais são as garantias existentes e o que elas abrangem e em quais condições?

- Quais são as faixas de valor para este tipo de investimento e como eu consigo migrar para soluções mais completas ou novos módulos e atualizações?

Podemos listar mais um monte de questões que irão ser debatidas no processo de decisão até que o investimento torne-se prioridade na agenda do seu cliente, em relação a outros investimentos.

Se você tem estes artigos publicados no seu blog, além de poder ser encontrado através de pesquisas no Google e internet, você poderá usar os mesmos para capacitar sua equipe de vendas para estar apta em argumentações com clientes, além de poder enviar diretamente os artigos por e-mail para eles, o que permite um compartilhamento mais imediato entre todos os envolvidos.

Quanto mais dúvidas o seu site responder claramente, mais pronto o seu cliente estará para comprar o que você quer vender e principalmente dentro da faixa de preço que na qual você quer vender.

 

Como usar o Facebook para vender melhor o que você faz

Cada vez mais o Facebook, que é a maior mídia social do planeta, mostra-se um canal eficaz para se trocar informações sobre produtos e serviços, além de ser um grande canal de bate-papo entre amigos, conhecidos e até mesmo desconhecidos.

como usar o facebook para vender melhor o que voce faz

Pode-se dizer que cada um usa o Facebook como quiser, publicando o conteúdo que desejar. O importante é conhecer um pouco mais sobre as diferenças de configuração necessárias para quem deseja divulgar sua empresa no Facebook ou apenas criar uma boa rede de relacionamento.

 

A diferença entre um Perfil x Fan Page

Na teoria, dentro do Facebook, uma pessoa deve ter um perfil e uma empresa deve ter uma Fan Page.

A principal diferença é que uma empresa ou pessoa que tem uma Fan Page, não consegue solicitar a amizade de outras pessoas, nem seguir outros usuários. Um perfil consegue solicitar amizades e seguir outros usuários.

Exemplo de Perfil no Facebook

Outro item importante é que na Fan Page você consegue visualizar uma série de informações de tráfego interessantes. Já no perfil você não tem este tipo de informação.

Uma Fan Page pode ser curtida. Um perfil não pode ser curtido, mas o conteúdo que é publicado no perfil pode. No caso da Fan Page o conteúdo também pode ser curtido.

kobal marketing digital no facebook

Exemplo de Fan Page no Facebook

Desta forma, Perfis no Facebook curtem Fan Pages no Facebook e Sites e Conteúdos fora do Facebook.

 

O poder do Curtir

Na minha opnião, o grande diferencial do Facebook, além do volume impressionante de usuários, é o fato de ser uma comunidade “fechada” que ao curtir conteúdos fora do Facebook, divulga o conteúdo curtido para a rede de amigos dentro do Facebook.

Quando isso acontece, é como gerar um “boca-a-boca” que mostra aos amigos que seguem quem curtiu um novidade para acessarem, como uma Fan Page ou uma página fora do Facebook, que neste caso produz tráfego para o seu site.

 

O Poder do Boca-a-Boca, ou Buzz Marketing

Desde que o homem começou a vender, há mais ou menos 5.000 anos atrás, o boca-a-boca tornou-se uma excelente ferramenta de negócios. Pare e pense quantas vezes você pediu indicação para algum amigo ou conhecido sobre um determinado produto ou serviço que você precisou comprar.

Com o advento da internet a partir do e-mail, do Google e agora das mídias sociais, o poder do boca-a-boca foi multiplicado e tornou-se cada vez mais rápido e com o que se chama de efeito viral – quando algum conteúdo se dissemina de forma rápida e alucinante pela internet, atingindo milhões de visualizações e compartilhamentos.

O Facebook ganhou mais força porque as pessoas perceberam que é muito mais legal perguntar informações sobre algo que estão procurando para seus amigos do que para o Google. Por isso que o Google começou a investir pesadamente na criação de uma rede social, o Google Plus, criando até o seu similar do curtir, o +1, que apesar dos esforços do Google, ainda não vingou como forte concorrente ao Facebook.

 

Criando tráfego no seu site com o Facebook

Não tem segredo. Você tem que produzir um conteúdo que seja interessante e relevante. Seja foto, video, áudio ou texto, precisa ser um conteúdo interessante. Tem que ser algo que ajude quem lê na solução de problemas ou conquista de objetivos.

Se você já tem um site com blog, ótimo! Se não tem, então faça um. O conteúdo deverá ser publicado na íntegra no seu site e divulgado um link com um breve resumo na linha do tempo da sua Fan Page, para o caso de você ter uma empresa.

Este link será o canal que irá gerar tráfego para o seu site.

Escreva algo relevante de fato. Produza algo interessante sobre o que você gosta realmente e, principalmente, não queira agradar a todos. Seja autêntico. Quem não gosta de você não gosta e pronto. Quanto mais autêntico você for, mais fácil fica das pessoas que gostam de você e do seu estilo te encontrarem, seguirem, curtirem e compartilharem.

Outra coisa importante, além da qualidade do conteúdo que você produz, é a frequência. Não adianta abrir a fan page e não publicar nada, ou publicar uma vez por semestre. Seja presente, comente, interaja, publique coisas interessantes e mantenha uma frequência. As pessoas gostam de novidades. Tenha sempre algo novo para contar.

 

Concuros Culturais e Conteúdo Exclusivo

concurso cultural para o dia dos namorados kuanto voce ama depoisUma das estratégias mais legais são os concursos culturais, que premiam os participantes por mérito ou pela capacidade individual. O participante não compra nada. Ele realiza uma tarefa e se for o melhor, ganha.

No facebook, a participação geralmente está condicionada ao engajamento do usuário com a sua fan page. Tem que curtir, compartilhar, comentar. Devido ao mau uso dessa prática, o facebook passou a não incentivar coisas do tipo: sorteio de um brinde para quem curtir.

O objetivo é fazer ações interessantes para quem realmente participar da fan page e disseminar o conteúdo porque realmente gostou.

A ideia do curtir é também oferecer um conteúdo exclusivo para quem é fan. O sujeito somente consegue acessar determinado conteúdo depois que curtir a página.

Este conteúdo pode ser um cupom de desconto, uma dica especial, um link para download. O importante é ser exclusivo para quem curtiu a Fan Page.

Essas práticas aumentam a quantidade de pessoas que recebem as informações de atualização da fan page e consequentemente aumenta o tráfego no seu site gerado pelo Facebook, que ajuda a aumentar o page rank do seu site e melhorar o posicionamento nos mecanismos de busca.

Ao longo do tempo, o tráfego orgânico do seu site irá aumentar e se tornará mais qualificado, reduzindo as taxas de rejeição e aumentando a quantidade de páginas visualizadas por visita e o tempo que a pessoa fica no site.

 

Converta tráfego qualificado em clientes

Pense manter uma boa taxa de crescimento de visitas por pelo menos 12 meses e lembre-se de que o que realmente importa não é a quantidade de visitas e sim a quantidade de conversões de visitantes em leads, ou seja, em pessoas interessadas que realizaram um primeiro contato por e-mail ou telefone pedindo mais informações sobre preço, detalhes dos serviços e produtos, formas de pagamento, prazo de entrega.

Este será o próximo desafio e deverá ser o principal foco de tudo o que você realizar na internet: como transformar o tráfego qualificado que chegou no seu site em leads qualificados, prontos para realizar uma compra.

Se você não tiver uma boa organização da informação no seu site junto de elementos que chamem o usuário para a ação que você quer que ele faça, provavelmente seu site não irá produzir solicitações de orçamento, inscrições, encomendas, pedidos, matrículas, ligações, agendamentos, contatos telefônicos, re-matrículas, fidelização.

É para isso que seu site existe. O resto é blá blá blá e mimimi. Se você precisa conquistar novos alunos ou fazer o seu estoque girar em 21 dias, você não precisa de 100.000 visitas. Você precisa da visita dos 100 caras que estão pensando em comprar o que você vende e precisam de ajuda para decidir.

 

QUANTO INVESTIR PARA TER UMA FAN PAGE QUE GERE VENDAS?

Para saber mais preencha os campos abaixo, escolha o principal desafio que precisa superar e clique em SOLICITAR INFORMAÇÕES.

IMEDIATAMENTE VOCÊ VERÁ UM ORÇAMENTO COMPLETO com um conteúdo detalhado que lhe dará uma boa idéia de preço, formas de pagamento e detalhes importantes para nos contratar ou escolher um bom fornecedor que faça uma fan page que vende de verdade.

Este orçamento também será enviado para o e-mail que você cadastrou.

Dica:Se você não encontrar o e-mail na sua caixa de entrada, é possível que ele tenha entrado em sua caixa de spam

Estas informações irão ajudá-lo a investir melhor o seu tempo e o seu dinheiro no desenvolvimento de um site que ajude a produzir novos clientes para você todo santo dia.

 

QUERO UM ORÇAMENTO PARA USAR O FACEBOOK PARA VENDER MAIS E MELHOR

Nome Cidade
E-mail Fone c/ DDD

Desafios que você quer resolver usando o Facebook:

Sites focados na conversão de tráfego em resultado

Sites focados na conversão de tráfego em resultados.

site clinica odontologica - kobal marketing digital campinas

Essa é uma de nossas especialidades e este é mais um site que segue as principais diretrizes de SEO e Marketing Digital que desenvolvemos dentro do segmento de saúde e qualidade de vida. Desta vez foi o site da Clínica Odontológica JGP, situado em Campinas. Assista o vídeo de cerca de 6 minutos que mostra as principais partes do site.

 

QUANTO DEVO INVESTIR PARA TER UM SITE ASSIM?

Para saber mais preencha os campos abaixo, escolha o principal desafio que precisa superar e clique em SOLICITAR INFORMAÇÕES.

EM MENOS DE 15 MINUTOS VOCÊ RECEBERÁ POR E-MAIL um conteúdo detalhado que lhe dará uma boa idéia de preço, formas de pagamento e detalhes importantes para nos contratar ou saber avaliar um bom fornecedor que entregue um site que vende de verdade.

Dica:Se você não vizualizar na sua caixa de entrada, é possível que ele tenha entrado em sua caixa de spam

Estas informações irão ajudá-lo a investir melhor o seu tempo e o seu dinheiro no desenvolvimento de um site que ajude a produzir novos clientes para você, todo santo dia.

 

QUERO UM ORÇAMENTO PARA DESENVOLVER UM SITE

Nome Cidade
E-mail Fone c/ DDD

Desafios que você quer resolver com um site como o da JGP:

O conteúdo pode ser o seu melhor vendedor

Marketig Digital impacto no volume de acessos com producao de conteudo

Aumento de Tráfego, visualizações e tempo no site com marketing de Conteúdo

Tudo o que você conhece sobre processos de venda está se tornando cada vez mais obsoleto e cedo ou tarde você irá sentir o impacto desta mudança no seu faturamento e na quantidade de orçamentos que você perde, no número de cadastro que você tem no seu site.

Isso acontece porque a famosa geração Y, a geração que nasceu nos anos 90, na era da internet e da informação, está atingindo cargos de decisão nas empresas ou está cada vez mais cedo com poder de investimento no seu negócio.

Além disso, o processo de decisão está cada vez mais colaborativo, e há vários departamentos participando do processo decisório de investimentos que acabam impactando a produtividade de toda a empresa.

Perguntas comuns durante o processo

de compra do cliente

Neste contexto, aparecem dezenas de dúvidas que poderiam antes não aparecer, pois são várias formas diferentes de enxergar um investimento e seus impactos nos diversos departamentos, até mesmo a priorização de verbas, concentrando mais dinheiro em um determinado departamento do que outro.

Há dúvidas em determinar porque se precisa mudar ou investir em algo novo.

Como o novo investimento irá aproveitar o legado. Como se integra com tecnologias e processos existentes e que tiveram grandes investimentos?

As pessoas estão preparadas para extrair o máximo de produtividade e benefícios deste novo investimento?

Quais seriam as principais barreiras e resistências mais comuns dos diferentes tipos de funcionário e como se resolveu isso em outros clientes?

Como será o suporte técnico em caso de dúvidas?

O fornecedor escolhido tem experiência? Há cases reais realizados? Quais foram os principais problemas durante o processo de implantação e ativação deste investimento?

Como se dá o processo de atualização da tecnologia e procedimentos empregados? Quais são as principais tendências tecnológicas?

Quais são os planos futuros do fornecedor da solução neste segmento?

Qual é o principal benefício oferecido?

Porque precisamos realizar este investimento de forma prioritária?

Enfim, você percebeu que há várias questões para serem respondidas e que geram dúvidas. É comum que processos de decisão demorem meses, semestres e até anos se você não tiver documentos e conteúdo preparado para ajudar seu cliente a decidir melhor e mais rápido. Se deve colocar ou não este novo investimento como prioridade dentro da agenda dos decisores finais da corporação em que trabalha.

Cada vez mais o vendedor clássico é um sujeito

que atrapalha o processo de compra

É cada vez mais comum, o processo de decisão ter início em pesquisas feitas no Google e outros sites na internet sobre algumas das questões levantadas acima. Se você produz conteúdo que ajuda a respondê-las está fazendo parte, cada vez mais cedo, do processo de decisão do cliente e aumenta muito as chances de você ser o fornecedor preferido dentro de um processo de seleção ou concorrência.

Para esta produção de conteúdo focada no processo de decisão de compra do cliente damos o nome de Marketing de Conteúdo.

Sai o vendedor, entra o facilitador – o cara que

facilita seu processo de decisão.

Este conteúdo deverá ser publicado em um blog ou área de artigos do seu site e deverá seguir as principais diretrizes de SEO – otimização de sites – para que possa aparecer nas primeiras páginas do Google.

Temos vários exemplos de produção de conteúdo para clientes, entre eles há o blog Como Comprar Melhor, do site de comparação de preços Kuanto Kusta que é líder em Portugal, presente em vários países europeus e agora investe forte no Brasil.

Este blog produz conteúdo que ajuda o usuário a entender qual é o produto que é mais adequado para ele, antes de comparar preços.

O slogan do blog é “Comprar é mais do que comparar preços.” É um processo de decisão que pode demorar muito quando o  cliente não encontra informação de qualidade ou pode ser mais rápido quando ele consegue entender o que é melhor para ele.

Além disso, este tipo de contéudo gera tráfego mais qualificado para seu site, que geralmente fica o dobro do tempo e navega por 70% em mais páginas do que o tráfego focado em produto ou preço. É um tipo de pesquisa muito específico, trazendo um perfil de usuário long tail, ou seja de poucos acessos por post publicado, porém que converte mais resultados.

Neste aspecto, quanto mais conteúdo você publicar melhor. O problema é que você micro empresário tem que gastar o seu tempo ou vendendo seus produtos e serviços ou produzindo o que você vendeu. É quase impensável que você gaste um dia da semana pesquisando e escrevendo para o seu site.

É por isso que nossa consultoria é especializada na produção de conteúdo focado no processo de decisão do seu cliente.

 

 

Gostou? Quer saber como colocar isso em prática?

Solicite uma proposta de Marketing de Conteúdo para sua Empresa

Nome

E-mail

Telefone com DDD

QUERO UM ORÇAMENTO PARA PRODUÇÃO E PUBLICAÇÃO DE CONTEÚDO

Você jé tem site? Qual é o endereço dele?

 Ainda não tenho site ou blog

Quanto você pretende investir por mês?