Posts com a tag:midias sociais

Foursquare, uma revolução no varejo e marketing promocional

FOURSQUARE – AFINAL, O QUE É ISSO ?

Muito se fala de advergames e as possibilidades de interação com seus usuários. Também é muito crescente a importância de aplicativos mobile, como os Apps para iPhone, Android e outros, que cada vez mais impacta a vida dos usuários. Nos EUA, os smartphones já estão em cerca de 50% das mãos dos usuários de celular. Aqui no Brasil, este número é bem mais modesto, porém crescente. Os 10% de usuários brasileiros de celular que já desfrutam das possibilidades e facilidades dos smartphones e acesso a internet 3G são mais que uma tendência, são a quebra de paradigmas do comportamento de consumo no varejo.

Para ter uma noção do potencial do Foursquare, algumas cidades no mundo decretaram feriado no dia do Foursquare, 16 de abril, entre elas Nova York, onde neste dia as pessoas são incentivadas a conhecer diferentes lugares, fazer check-in com o aplicativo e deixar dicas, fotos e ganhar ofertas especiais.

COMO FUNCIONA O FOURSQUARE?


O Foursquare, que ainda não tem versão em português, nada mais é do que um jogo onde você soma pontos por ter visitado um estabelecimento ou empresa. Quanto mais você faz  check-in num determinado lugar, maior é a possibilidade de você se tornar o prefeito ( mayor ) do local, ou seja, na teoria você seria a pessoa, atualmente, que teria maior autoridade para falar sobre o local, dar dicas sobre o que é oferecido ( tips ).

O jogo começa a ficar mais interessante quando você adiciona seus amigos e começa a seguí-los, como no Twitter , e toda vez que algum dos seus amigos fizer check-in você fica sabendo onde ele está no momento. Um ranking é montado com os TOP20 entre seus amigos e você começa a competir para ver quem marca mais pontos nos últimos 7 dias. É um jogo de competição.

 

BADGES NO FOURSQUARE


Conforme você realiza uma quantidade específica de check-ins, em determinados estabelecimentos ou em determinado tempo, badges vão sendo desbloqueadas para você. É muito semelhante aos botons de escoteiros, que se referem a determinadas habilidades.  As badges na realidade determinam o seu perfil de usuário, gostos e hábitos.  A curiosidade e a vontade de desbloquear cada vez mais badges também incentiva o conhecimento de novos lugares para dar check-in, dicas, conquistar pontos e ranquear melhor entre os amigos.

Não há um número definido de badges e algumas empresas como a Starbucks criaram suas próprias badges para incentivar os clientes da sua rede a dar check-ins e com certeza, quem tiver desbloqueado esta badge intitulada “barista” com um check-in em 5 lojas Starbucks poderá ganhar cupons mobile que valem café grátis, ou convites para eventos especiais. Para uma empresa criar uma badge é preciso pagar para o Foursquare.

Quando você ganha o título de mayor de um estabelecimento, poderá perdê-lo se não continuar visitando o local com frequência maior de que outros usuários.  Cerca de 50% dos usuários que perderam seus títulos de mayor disseram que voltariam a frequentar o local mais vezes para obter novamente o título.

O USUÁRIO CADASTRA SUA EMPRESA NO FOURSQUARE


Quem cadastra os estabelecimentos não são as empresas, são os usuários. As empresas não devem tentar controlar isso, pois a credibilidade do jogo está neste processo. O que a empresa deverá fazer é se cadastrar como usuário do Foursquare, encontrar seu estabelecimento e reclamar sua posse, para que consiga editar a descrição, endereço e ativar as specials, que são ofertas especiais oferecidas para quem faz o check-in na loja e que aparecem para quem está próximo ao estabelecimento.

O Foursquare é de graça e os check-ins podem ser compartilhados no Twitter e no Facebook, para que todos os seus amigos e seguidores saibam.

TODOS OS ESTABELECIMENTOS TEM A MESMA EXPOSIÇÃO GRATUITAMENTE
As possibilidades são enormes para criar ações que gerem buzz marketing na rede e deixem mega empresas e micro empresas de igual para igual em termos de exposição sem pagar nada pela divulgação. Isso porque os estabelecimentos que aparecem na tela do celular do usuário estão dentro de um raio de 3 a 10km de onde o usuário esta no momento. Logo, somente os estabelecimentos que estão cadastrados aparecem.

Atualmente o Foursquare não possui todas as empresas cadastradas. Assim, quem se cadastrar vai aparecer como uma sugestão na tela do smartphone do usuário.  Se sua loja não estiver cadastrada, está perdendo um excelente canal de interação com um potencial cliente no momento que ele está querendo  interagir.

MARKETING PROMOCIONAL SEM BUROCRACIA PARA QUALQUER LOJA REALIZAR

Uma das coisas mais legais para o varejista são as specials. O cliente não precisa fazer nada além de dar um check-in e mostrar a tela para o gerente do atendimento ou funcionário para ganhar a promoção. É claro que o funcionário precisará ter um treinamento para saber o que é o Foursquare, como é utilizado em um smartphone, o que é check-in, o que é mayor. Precisa saber que há uma promoção special ativa, quais são as regras.

No Brasil, a ação mais famosa foi a criada pela rede de alimentação Spoleto, onde toda sexta-feira, se o mayor da semana fizer um check-in em uma das lojas Spoleto participantes ele ganha uma refeição gratuita. A rede divulga esta ação no site e nas lojas participantes. Esta ação não tem custo em relação ao Foursquare. O que a rede precisou realizar foi reclamar a propriedade do local e depois cadastrar todos os endereços das lojas participantes.

INFORMAÇÃO EM TEMPO REAL SOBRE SEUS CLIENTES
Depois que você reclamou a posse de um estabelecimento e o Foursquare entregou a edição do mesmo, você conseguirá ter acesso a todas as estatísticas sobre as pessoas que visitaram sua loja e deram check-in. Quantos foram homens, quantas mulheres, quando e quantas vezes fizeram check-in e principalmente o que eles comentaram, do que mais gostaram e do que reclamaram, se divulgaram no Twitter, Facebook, qual é a faixa etária deles. Isso é muito interessante pois o estabelecimento não precisará realizar nenhum investimento em sistema, nenhum tipo de formulário chato que o cliente tem que preencher. Basta olhar o sistema do aplicativo para saber quem é quem, do que gostam mais, o que recomendam e quais são os problemas que enfrentaram. Você pode interagir com todos, respondendo inclusive as críticas.

O FOURSQUARE VEIO PARA FICAR
O Foursquare ainda tem poucos usuários, cerca de 8 milhões no mundo, mas está crescendo rápido. Eu acredito que veio para ficar assim como YouTube, Twitter, Flickr, Linkedin, Facebook, pois os smartphones estão crescendo, as operadoras de telefonia destacam cada vez mais estes serviços e as novas gerações valorizam muito este tipo de aplicativo. Basta pensar que uma das principais cidades do mundo, Nova York criou um feriado baseado no Foursquare Day para incentivar o uso do aplicativo. Portanto, está mais do que na hora da sua empresa aproveitar o fato de que poucas empresas no Brasil estão fazendo ações deste tipo e começar a usar para fidelizar clientes.

CLIQUE E EXPERIMENTE O FOURSQUARE

10 fatos que quebram as bases do marketing que você conhece

conheça 10 fatos que mostram novas tendencias de marketing no meio digital e mídias sociais

O estudo é da HubSpot.com, onde apliquei a minha experiência de usuário, a análise das métricas dos projetos web que realizei desde que comecei a trabalhar e na realidade do cotidiano. Convido você a realizar o mesmo.

78% dos usuários pesquisam online antes de comprar

Eu me comporto assim e vejo que as pessoas ao meu redor também. Hoje, chegamos em uma loja já sabendo muito sobre o produto que desejamos e com frequência temos mais informação técnica do que os próprios vendedores. Vamos na loja para pegar o produto,  fazer algumas perguntas de confirmação  e confirmar algumas características.

O sucesso do Buscapé, Mercado Livre e do prório Google no Brasil é uma prova disso. O brasileiro realmente pesquisa antes de comprar, e aqueles que criarem informação relevante para ajudar o cliente a tomar uma melhor decisão antes da compra estarão a frente do cliente quando ele pensar em comprar o que você vende.

O uso de emails por jovens até 17 anos caiu 59% – preferem SMS, MSN e Redes Sociais.

Arrisco dizer que não são apenas jovens. Eu conheço consultores que descobriram o twitter em 2010 e desde então praticamente abandonaram seus sites e blogs e utilizam o twitter para trocar mensagens e até mesmo trabalhar.

Tenho clientes e fornecedores que preferem utilizar o MSN no lugar do e-mail por ser mais direto e instantâneo. O e-mail está se tornando cada vez mais uma ferramenta de registro de detalhes, de aprovação, de controle e por isso é menos utilizada no dia-a-dia.

78% dos profissionais lêem os seus e-mails em smartphones.

Aqui no Brasil a quantidade de Smartphones está longe da quantidade existente nos EUA. Mas é fato de que quem tem UTILIZA. Eu tenho amigos, que ocupam cargos de gerência que compraram o primeiro notebook este ano, pois “… não era necessário até então. Fazia tudo pelo iPhone.”

Mobile é uma tendência que vem para ficar. No Brasil literalmente engatinha, mas basta você perguntar numa sala quem está com o celular e quem está com o computador naquele momento e conferir a clara diferença.

Meu filho de 2 anos mexe no meu iPhone com os dedos. Quando pega meu Nextel que não tem tela touch ele fala “… quebô papai, … quebô.”. O presente é mobile e o futuro é touch.

40% dos usuários de smartphones comparam preços de produtos na web dentro de lojas físicas.

Eu faço isso sempre. Há um aplicativo do Google para iPhone que lê o código de barras do produto e lista todas as lojas que possuem, os preços, se está disponível e as lojas mais próximas de onde eu estou. Mas, funciona apenas nos EUA. Aqui no Brasil, o Buscapé lançou recentemente um aplicativo para iPhone que também pode ler o código de barras, mas funciona apenas para livros.

Hoje, mais ou menos 10% dos mais de 200 milhões de celulares em atividade no Brasil tem acesso à internet. Isso ainda não obriga o nosso varejo a ser multicanal, por isso se você encontrar um produto mais barato pelo celular e pedir para uma loja cobrir, na maioria das vezes você vai ouvir: “o site é como se fosse outra loja. Nosso site é nosso concorrente”; ou “ cobrimos apenas ofertas anunciadas em material impresso. “;  “… no site é mais barato porque você vai pagar o frete.” A única vez que cobriram preços foi na Leroy Merlyn. Cobriram o preço de um produto que estava mais barato no site da Kalunga.

200 milhões de americanos se cadastraram no sistema nacional para não receber ligações de telemarketing.

Quem é que não fica de saco cheio de ligação de telemarketing querendo vender o que você não precisa.

41% das empresas B2B e 67% das empresas B2C conquistaram novos clientes através da Facebook.

A primeira fonte de tráfego do meu site são as pesquisas do Google.
A segunda é o Linkedin.
A terceira é o Twitter.
Já negociei várias oportunidades através das mensagens do Facebook, do MSN, do twitter.

84% dos jovens entre 25-34 anos PARARAM de visitar sites favoritos para evitar propaganda

Isso é óbvio! Ninguém quer ver o que não precisa. Enche o saco. Quem descobre o uso do RSS e leitores de feeds como o Google Reader têm acesso direto ao conteúdo sem passar pela propaganda. Cada vez mais propaganda é conteúdo e conteúdo é propaganda.

57% das empresas conquistaram novos clientes atráves dos seus blogs.

Fato! Se você não tem blog está perdendo uma riquíssima oportunidade de ter informações preciosas sobre as pessoas. Hoje todo mundo procura aprender mais sobre alguma coisa antes de comprar e se você tiver conteúdo que ajude as pessoas a tomarem as melhores decisões neste aspecto, você terá pessoas que se relacionam frequentemente com o seu site e poderão tornar-se clientes. Todas as vezes que eu publico conteúdo no meu site, o Google indexa e eu tenho picos de acesso. Se você não tem blog, você está desperdiçando um excelente canal de negócios.

O número de marketeiros americanos que consideram a Facebook “ultra importante”cresceu 83% nos últimos 2 anos.

Aqui no Brasil tem muita gente achando a mesma coisa,  porém de forma superficial e ainda não descobriu como gerar resultados. Em suma, tanto o facebook quanto as demais mídias sociais servem para humanizar uma marca, estreitar relações.

Um exemplo legal de que é um canal muito importante é o fato da Agência África, do Nizan Guanaes, um dos principais publicitários do mundo, ter adotado sua página no facebook como site oficial, pois lá há interação direta com os usuários e no site não.

Empresas que blogam recebem 55% mais visitas no seu web site do que empresas que não blogam.

Entre os links patrocinados (pagos que ficam do lado direito da tela )  e os resultados de busca orgânicos (aqueles que não são pagos e ficam no meio da tela ) os usuários em média clicam 25% nos patrocinados e 75% nos orgânicos.

Se você bloga, você gera conteúdo mapeável pelo Google e se este conteúdo for único e de boa qualidade você poderá ser indexado nas primeiras posições que recebem cerca de 80% dos cliques. Isso é tráfego qualificado para o seu site pois cada vez mais as pessoas buscam respostas para suas dúvidas e se você ajuda-las estarão sempre acessando  seu blog que deve estar vinculado ao seu site, se já não for o seu site.

Como sempre, este tipo de informação vem de fora. Pouco se produz no Brasil a respeito deste tipo de análise e pesquisa. Quando mais você comentar estes pontos com informações da sua realidade melhor para todos que poderão gerar mais negócios e fortalecer a economia do nosso pais.

Comente, concorde, discorde – diga alguma coisa, mas diga! Escolha um tópico e conte sua história. Vai esperar o quê? Um americano fazer uma pesquisa sobre como os brasileiros do seu mercado usam a internet?

 

Os melhores em Marketing Digital usam o diálogo

MystarbucksQuando pensamos em marketing digital, mídias sociais e presença de uma marca na internet, devemos pensar sempre em diálogo e não monólogo. Propaganda e comunicação do jeito que você aprendeu e em alguns casos, ainda aprende na faculdade, é monólogo. As pessoas estão cansadas de não serem ouvidas o tempo todo: o chefe não tem tempo e quando tem, fala com você respondendo e-mails sem olhar na sua cara.  A esposa quer conversar mas você está muito ocupado por que levou trabalho para casa, vai trabalhar até tarde e acordar

cedo. O filho quer falar sobre seus problemas mas os pais já sabem do que ele precisa porque já viveram isso. As pessoas querem ser ouvidas, querem diálogos e não monólogos. Isso se aplica ao relacionamento de uma marca com seus consumidores. O que importa é o que eles sabem o que faz diferença e para você saber isso, precisa conversar com eles e não encomendar uma pesquisa qualitativa de R$ 30.000,00. As mídias sociais proporcionam isso e são exemplos de quem soube dialogar com seus clientes que veremos na reportagem publicada pela Exame, escrita por Juliana Borges em 9/06/010

Estar presente em redes sociais como Facebook, Orkut e Twitter se tornou uma obsessão para empresas de todo o mundo nos últimos tempos. Um levantamento Continue lendo 'Os melhores em Marketing Digital usam o diálogo'»

Marketing Digital – Pare de falar que faz e comece a fazer!

midias-sociaisTwitter, Flickr, Linkedin, blog, Slide Share, You Tube e mais tantas outras mídias sociais são as palavras do momento no discurso de grandes oportunidades de investimento em comunição que centenas de profissionais de agências de publicidade com faturamento baseado em BV aplicam hoje em dia. Frases, conteúdo e contexto superficiais para criar um vínculo com os produtos de comunicação que seus clientes estão acostumados a comprar e assim colocar mais uma peça no portifólio e algumas ações promocionais envolvendo seguidores no Twitter ou Continue lendo 'Marketing Digital – Pare de falar que faz e comece a fazer!'»

O Google mudou o Youtube

Por arian | Publicado:31 de março de 2010

O Google oficializa hoje (quarta-feira 31/03/10) a reformulação na interface do YouTube.

Esta reformulação foi iniciada há oito meses pelo Google e foi testada por dois meses com “beta testers” antes da cúpula do site tomar a decisão de liberá-la a todos os usuários

Segundo o diretor mundial de produto do YouTube, Shiva Rajaraman, a razão da alteração tem a ver com uma adaptação aos novos recursos do site de vídeos, trazendo de volta a filosofia inicial de que o mais importante na página deve ser o vídeo em si.

“Lançamos diversas funções nos últimos dois anos e elas eram forçadas a competir entre elas mesmas pela atenção do usuário, o que acarretava em ruído” Shiva Rajaraman

Na nova página, é possível observar que os dados descritivos e as tags do vídeos, que antes ficavam à direita, agora vão para base do vídeo e são mostrados na totalidade somente se o usuário clicar sobre os mesmos.

A coluna da direita passa a mostrar uma lista de vídeos sugeridos mais organizada, o que, segundo Rajaraman, fez com que os usuários assistissem a 6% mais mídias durante os testes.

Outra mudança significativa é a avaliação dos vídeos, que deixaram de ser por estrelas para um simples “gostei” e “não gostei”. Já a avaliação dos comentários dos usuários, por sua vez, ganhou mais destaque, com ícones em amarelo.

A próxima etapa, daqui seis semanas, deve ser as adaptações e considerações baseadas nos relatos dos internautas.

Novo site multiplica por 10 vezes volume de acessos

Lançado há menos de 30 dias, novo site do Pequeninos do Senhor já tem mais de 7.200 visitas
em 27/01/10 contra média mensal de 690 do antigo site

Pequeninos-marketing-digital-kobal-1


Feito de forma completamente
integrada com diversas mídias
sociais, o novo site do Projeto
Pequeninos do Senhor aprenta
um volume de visitas animador
num período do ano considerado
de baixo volume de acessos por
ser época de festas e férias.

Feito de forma completamente
integrada com diversas
mídias
sociais
, o novo site do Projeto
Pequeninos do Senhor apresenta
um volume de visitas animador
num período do ano considerado
de baixo volume de acessos por
ser época de festas e férias
.







CLIENTE

O Projeto Pequeninos do Senhor é uma organização filantrópica que tem como objetivo a acolhida de crianças entre 03 e 07 anos nas missas dominicais da Igreja Católica. O projeto que está ativo há mais de 15 anos e além de extremamente organizado em comparação a demais projetos, está implantado em 4 estados brasileiros além do Japão. Continue lendo 'Novo site multiplica por 10 vezes volume de acessos'»

Twitter no Brasil – perfil de usuários e números

Esta apresentação foi desenvolvida pela Bullet, a agência que fez a campanha do Ipod no Palito. Aproveitem para entender melhor como o Twitter funciona e ter idéias de como tirar proveito desta ferramenta para vender mais